segunda-feira, 6 de julho de 2009

Mortos em Honduras


Pelo menos duas pessoas morreram em conflitos no aeroporto em que um avião venezuelano fazia manobras tentando aterrisar. O que já se sabe, é que Zé Laia não estava a bordo e usou este artifício para que o povo que lá estava, insuflado pela mídia bolivariana agisse como agiu. E deu no que deu. Quem é o responsável maior por estas mortes? Chávez sabe que há uma grande urgência em terminar este conflito, com o retorno de Zé Laia à presidência, não importando o custo da aventura. Se mostrar que está fácil livrar-se do bolivarismo, outros países irão seguir o mesmo rumo. É preciso mostrar violência e mortes para que o povo pacífico tenha medo.

Imagem: Aeroporto de Honduras, domingo à tarde

4 comentários:

ALBERTO FIGUEIREDO disse...

Preocupa ver as alianças, preocupa sentir que a corja formada no FSP unida esta conseguindo mostrar ao mundo apenas a face que deseja, transformado as atitudes democráticas de um povo que obedecendo a sua constituição (“Constituição” não um pedaço de papel falsificado, distorcido, remendado, alterado, desrespeitado todos os dias como a nossa), seja a carta magna de um povo que honra e ama sua pátria, em ação inconstitucional.
Preocupa quando ouço que o Brasil não reconhecerá outro governo senão de “mel da”, pelo simples fato de ser da corja de chaves, lula e outros.
Preocupa, pois quando este déspota que temos como prisidenti fala, fala por nós.
Então chegamos ao ponto de ler coisas como estas

Enquanto o presidente deposto Manuel Zelaya, insuflado por dirigentes como Lula, ameaça descer em Honduras acompanhado por vários presidentes bolivarianos e uma comitiva internacional, até o CARDEAL DE TEGUCIGALPA, OSCAR ANDRÉS RODRIGUES, implora que não volte, para não desatar "um banho de sangue". Ressalta que até agora não morreu um só hondurenho. Pede por favor à Zelaya, porque "depois será tarde demais". Que a diplomacia brasileira reflita e não mergulhe as mãos em sangue inocente.
Para um bom entendedor: Que o povo brasileiro não permita que o Brasil suje as mãos do seu povo com sangue inocente.

PoPa disse...

É verdade, caro Alberto. Pode ser que, com esta morte (não há certeza de ser um ou dois mortos), apareça um pouco de juízo em Da Silva e Obama, pelo menos, já que Chávez quer um banho de sangue mesmo. Pode ser que se de algum tempo para que o próprio povo de Honduras diga o que quer. Vamos torcer.

Charlie disse...

Ele não estava no avião?!

PoPa disse...

Pois é, há quem diga que ele não estava. E não é difícil acreditar nisso, já que, antes de ir para San Salvador, o avião pousou na Nicarágua. Para que? Para que Zé Laia entrasse, claro...