domingo, 28 de junho de 2009

As listas políticas

A discussão parou um pouco por aqui, porque muitos desconfiaram da história de votação em listas. Agora, na Argentina, confirma-se o que o velho PoPa vem dizendo há muito tempo: é pura sacanagem!!!! Por lá, é certa a eleição do Kirschner para o congresso, simplesmente porque ele lidera a lista de seu partido. Alguém acredita que ele conseguiria eleger-se, se fosse voto livre? Com Cristina fazendo o pior governo dos últimos anos, a popularidade em baixa, o marido não teria a menor chance. Mas, com as famigeradas listas, lá vai ele para o cenário político, novamente.

Pensem, a quem interessa o voto em lista? À democracia? Ah!

3 comentários:

paschoal disse...

Tô fora da democracia desses tiranetes sul amerdicanos.
Elles nos amam tanta que, para evitar nosso sofrimento, nos mandam para o paredão a fim de aliviar nossa dor!
Gente finíssima!

PoPa disse...

Bem, pelo menos por lá, o povo tratou de correr os Kirschner estão sendo corridos do poder. Mesmo estando na primazia da lista, parece que ninguém do partido dele, entrou no congresso, pelo menos por BA.

Marcos Pontes disse...

Arrumei confusão com dois blogueiros que defendiam o voto em lista.
Todos foram contra o voto vinculado há uns 25 anos, pois o voto em lista nada mais é que a reedição do voto vinculado.