terça-feira, 3 de julho de 2007

FORA senado!

O Pobre Pampa pensou em entrar na campanha "Fora Renan", mas julgou que estaria sendo injusto com os demais senadores. Afinal, se queremos todos os corruptos fora do senado federal, sobrariam bem poucos e talvez alguns estados ficassem sem representação... Assim, o Pobre Pampa lança uma campanha mais abrangente, nuncaantesfeitanestepais: FORA senado!

Afinal, porque termos um sistema bicameral? Aprendi, nos bancos escolares, que a Câmara dos Deputados representaria o povo e o senado federal, os estados. Eram dois senadores por estado, naquela época, e a composição da Câmara era proporcional aos habitantes de cada estado. Nada mais justo, portanto.

Mas, cruel herança dos anos de chumbo, a proporcionalidade da Câmara foi alterada para permitir a prorrogação "democrática" da gloriosa revolução de 64, também conhecida como "Redentora", e aumentamos o número de senadores para três por estado, sendo um deles escolhido pelo Governo Federal. Acreditem, jovens, o terceiro senador era chamado de "biônico", alusão a um personagem de um seriado de TV. Pois bem, com a "redemocratização" do País, elegemos uma Assembléia Nacional Constituinte que deveria fazer a correção de todos os erros implantados em nossa Constituição pela Redentora. Mas, infelizmente, isto não foi feito e permanecemos com as distorções em nosso Congresso. Para ajustá-la, precisaríamos de outra Constituinte, mas os políticos eleitos para isto, provavelmente repetiriam a fórmula...

Assim, o PP lança esta campanha, já fadada ao insucesso, de arrancar o senado federal das nossas frágeis instituições políticas e restabelecer um pouco da proporcionalidade e da decência no cenário político destepais.

Imagem: do site do senado, mostrando um dia normal de trabalho...

3 comentários:

Taíse disse...

APOIADO!
Se quiser ajuda para divulgar a campanha, pode contar comigo, sou inteiramente adpta da campanha!
Bjo.

CINEMAN disse...

Olha, eu estou parando de ler a parte política dos jornais. Eu nem tenho vontade de fazer um comentário sobre o senado, e quanta coisa se poderia dizer, não é? Mas acho que podemos começar a grafar o senado federal, assim mesmo, com letras minúsculas. Não valem o esforço do dedo mindinho procurando a tecla shift.

Pobre Pampa disse...

Fiz as alterações sugeridas, apesar de ser um esforço maior que procurar a tecla shift!
E estamos trabalhando no desenvolvimento de material de divulgação da campanha, para nossos dez leitores...