domingo, 22 de março de 2009

Testando os limites na Venezuela

Chávez invadiu e controla as indústrias de arroz da Venezuela. Agora, um dos empresários do setor chiou forte. Ele é um dos milionários que Chávez quer combater, mas é também o proprietário da Polar, a maior cervejaria venezuelana e produz alimentos para todas as faixas etárias. É uma empresa que tem 97% do gosto popular por lá. E Chávez ameaçou expropriar e pagar com bônus.

É um teste ou uma bravata? "A Polar é o símbolo da Venezuela sem petroestado", escreveu Juan Carlos Sosa Aspúrua, professor de Desenvolvimento e Política Petrolífera na Universidade Monte Ávila, no jornal El Universal, de Caracas.

Nada mais, nada menos, que a empresa responsável pela Pepsi, Água Minalba, Aveia Quaker e muitos outros produtos na Venezuela. Terá o estado condições de gerir tal aglomerado de empresas? A Pepsi manteria o contrato com Chávez? Chávez manteria o contrato com a Pepsi?

Imagem: do site da Polar - http://www.empresas-polar.com/

Um comentário:

Charlie disse...

A absurda América Latina seguindo pelo caminho soviético vinte anos depois do colapso do comunismo.