domingo, 16 de março de 2008

O custo das coisas

O que se pode fazer com quase R$ 100.000,00 por dia? O PoPa pensaria em muita coisa, mas esta grana serve para sustentar um (isso mesmo UM!) senador da república.

Segundo o site Transparência Nacional, o custo de um senador brasileiro alcançará a espantosa cifra de R$ 34,1 milhões este ano de 2008. Mas, no mesmo site, chama a atenção o custo de um deputado distrital - aqueles que não têm por que existir, já que representam o DF, uma cidade. Seriam os substitutos dos vereadores em uma capital comum, mas com muito mais grana!!! Pois estes parlamentares, verdadeiros sugadores da grana nacional, se aboletam de nada menos que R$ 11,8 milhões cada um!!! Um orçamento total de R$ 283 milhões! No orçamento da Assembléia Legislativa aqui do RS, um valor de R$ 309 milhões, inferior ao do ano passado e que representa um custo de R$ 5,6 milhões por parlamentar. Se dividirmos pela população, fica pior ainda: R$ 115,35 no DF e R$ 29,25 no RS. Isto deve explicar por que um brigadiano gaúcho ganha menos de 900 reais por mês, enquanto um policial militar de Brasília ganha mais de 4.000 reais mensais. Lá tem grana para gastar! E adivinha de quem é esta grana, já que Brasília não produz muita coisa?

O PoPa adverte, se você tem problema de pressão alta, não leia o relatório, que está neste endereço: http://www.transparencia.org.br/docs/custoCasas2008.pdf

3 comentários:

Ricardo Rayol disse...

Vale o investimento.

PoPa disse...

hehe, caro Rayol, também acho da maior importância os investimentos que se façam para a manutenção da democracia, mas nossos senadores custam mais para o Brasil que os senadores gringos custam para eles. Conheci um ex-assessor de um senador gaúcho que disse-me da dificuldade de manter - no mesmo recinto, ao mesmo tempo - todos os servidores do mesmo. Faltava espaço! E quem conhece o gabinete dos senadores, sabe que são bem espaçosos, ao contrário dos ridículos gabinetes dos deputados. O Senado tem um número absurdo de empregados, uma estrutura paquidérmica que leva às alturas o custo da casa. Sem que isto, infelizmente, resulte em um trabalho melhor...

André Wernner disse...

Caro PoPa,
Pelo retorno que esses nobres - mais nem tanto - políticos dão aos brasileiros é muito dinheiro e pouco resultado. Já não basta os impostos declarados e os embutidos a doer no bolso? Realmente eu acredito que político não tem consciência. Ou se tem, quando conveniente, desliga, né?
Abs