terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Dois pesos...

O PoPa fica estarrecido com a situação da diplomacia brasileira, que votou contra Israel, na comissão de direitos humanos e votou a favor do governo do Sudão, responsável por mais de 300.00 mortos! Mas esta é uma posição que faz justiça ao pensamento do partido que está no governo. Democracia? Só se servir para eles. Provavelmente, vão estar condenando Israel por banir partidos que querem seu fim, mas não estranham que não existam judeus nos altos cargos palestinos...

Mas isto não é o que deixa o PoPa mais indignado. É a posição subalterna da imprensa brasileira [grande e pequena] sobre estes assuntos. Praticamente toda a imprensa adota a mesma posição do partido do governo: condenar Israel e esquecer o Sudão. Aqui mesmo em Pelotas, nosso jornal insiste em publicar entrevistas com árabes, condenando a posição de Israel. Nada contra, se houvesse alguma entrevista de judeus - temos muitos por aqui. Por que esta posição? Por que negar aos seus leitores uma visão do outro lado? Também nada comenta sobre o genocídio que o Sudão está fazendo em seu próprio território.

O PoPa tem amigos palestinos e eles não comentam esta guerra. Certamente sofrem com isto, pois tem parentes e amigos por lá, mas não deixam transparecer isto no seu meio social, para não criar novas áreas de conflito. Aqui, como em todo o Brasil, judeus vivem ao lado de palestinos. E, com grande frequência, são amigos! Se respeitam! Por que importar esta inimizade?

Um comentário:

charlie disse...

Ah, sim! O PT é um gerador de atrito social. Como jogar pobres contra ricos perdeu a graça, tentam jogar brancos contra negros contra mestiços contra índios. Agora surgiu a chance de jogar árabes contra gentios contra judeus. E assim caminha o petismo, jogando todos contra todos e semeando a discórdia.