terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Battisti

A Itália convocou seu embaixador no Brasil, para explicações. Este é o primeiro passo, na diplomacia, para um rompimento formal. Esta história está ficando cada vez pior para o Brasil e nós vamos pagar caro por manter este criminoso solto em nossas ruas. Não só porque ele poderá fazer o que sabe melhor, mas também porque nos trará dificuldades comerciais em um prazo muito curto. Entre as trapalhadas de nossos políticos, está também a bobagem dita pelo senador Suplicy, que a primeira dama francesa teria interferido para manter o meliante por aqui. Versão rispidamente desmentida pela própria.

Enquanto isso, nossa saída honrosa [que poderia ser uma decisão do STF] fica cada vez mais apertada. No Estadão: O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, encaminhou na segunda-feira, 26, um parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) opinando que deve ser extinto o processo de extradição de Battisti, condenado em seu país à prisão perpétua em processos nos quais foi acusado de envolvimento com assassinatos.

Para quem não sabe, Battisti fazia parte de um grupelho chamado PAC (irônico, não?) e que assassinou várias pessoas na Itália. Suas condenações:

6 de junho de 1978 - Udine, Antonio Santoro, marechal da Policia penitenciária; Battisti foi o executor material.

16 de fevereiro de 1979 - Santa Maria di Sala, (Veneza), Lino Sabbadin, açougueiro; Battisti foi cúmplice do autor material do crime, Diego Giacomini.

16 de fevereiro de 1979 - Milão, Pierluigi Torregiani, joalheiro; Battisti foi condenado como co-ideador e co-organizador

19 abril de 1979 - Milão, Andrea Campagna, agente da DIGOS (policial); Battisti foi o executor material do homicido.

Estão falando em soltar o criminoso nesta quinta feira. Claro que ele não vai ficar à disposição, esperando alguma decisão contrária aos seus interesses. Vai fugir para outro paraíso - ainda tem a Venezuela, Bolívia, Cuba, Paraguay. Depois, o Brasil até pode concordar com a extradição mas, infelizmente, não terá mais o vago disponível para mandar de volta.

3 comentários:

charlie disse...

Fosse eu o vagabundo, fugiria do país na primeira oportunidade. O affair gerou muita visibilidade. Para o governo talvez seja interessante tambem, ja que o cara fugiu durante os tramites legais.

Vamos ver o que vai acontecer.

CINEMAN disse...

O procurador de Battisti já contatou com o MST. Parece que existem alguns problemas porque o Tarso Genro detem 50% dos direitos federativos do passe de Battisti.

José de Araujo Madeiro disse...

Afinal, somos ou não uma nação civilizada?
Parece que Lula et Caterva pensam que estão governando uma prefeiturazinha do interior, como se fosse a casa deles. Nós estamos no Estado Democrático de Direitos, onde ninguém tem o direito de tirar a vida de ninguém. Ideologias sáo conversas de primatas e não de cidadãos livres e responsáveis. No fundo Lula tem muita coisas a esconder e que esse tal de Battisti sabe de muito, por isso é abrigado pela esquerda escocesa.É terrorista protegendo terrorista, sobretudo um um frio bandido que assassinou país de família inocentes pelo bel prazer
de compensar as suas frustrações.
Mas é bom ressaltar que o Brasil está acima de nós todos e deve ter uma relação de cordialidade com as demais nações. Que O Lula saiba que
embora ele tenha um projeto de pessoal de poder, nós desejamos um projeto de nação, a partir de escolaridade para todos brasileiros.Que o Battisti seja devolvido aos italianos e eles continuem sendo nossos amigos.