segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Notícias e notícias

Agora à tarde, o PoPa leu, no Estadão, a seguinte notícia:

Obama diz apoiar Zelaya e reconhecê-lo como presidente

"Fomos muito claros com nossa posição a respeito do golpe de Estado e defendemos o retorno do presidente (Manuel) Zelaya. Cooperamos com todos os órgãos internacionais ao enviar esta mensagem", completou. Obama disse anteriormente que apoia o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, e afirmou que ele "é o presidente eleito democraticamente" pelo povo hondurenho.

No site da Casa Branca, contudo, o que está escrito é o seguinte (palavras de Obama, no México): "Reafirmamos nosso compromisso aos valores comuns [entre os três governos], incluindo paz, democracia e direitos humanos. E, em particular, discutimos sobre o golpe em Honduras. Como mencionado, nossas três nações permanecem unidas neste propósito. O presidente Zelaya permanece sendo o presidente democraticamente eleito. Para o bem do povo hondurenho, democracia e ordem constitucional devem ser restauradas. E nós continuaremos a trabalhar com outros, em especial com a OEA, para negociar uma solução pacífica".

Não é exatamente um "apoio" à Zelaya, é? Não é a mesma notícia, também. O PoPa está em dúvida. Acredita na Casa Branca, ou no Estadão (Reuters)?

Um comentário:

Clausewitz disse...

Caro, na dúvida acredite no Lula, afinal mentiroso por mentiroso, esse pelo menos usa vaselina... abraço