sexta-feira, 28 de agosto de 2009

E Da Silva segue falando bobagens.

No encontro da Unasul, cojo único mote é o acordo da Colômbia com os EUA, da Silva andou falando mais bobagens. Começou dizendo que os gringos têm bases na Colômbia desde 1952, o que foi desmentido por Uribe. Depois, disse que devem haver garantias jurídicas de que as operações americanas na Colômbia não violarão os territórios dos outros países ou poderão cometer alguns abusos. “Não está [no texto do acordo], mas também não é proibido, o que não é proibido é permitido, temos que ter cuidado com isso. Ter cuidado e tomar sopa não fazem mal a ninguém”.

E precisaria estar no texto, da Silva? Isto seria ilegal - portanto proibido -, e não dá para imaginar que um acordo entre países teria que ter cláusulas que impedissem eles de romperem acordos diplomáticos com terceiros países ou que não iriam cometer crimes. Se a intenção fosse esta, o que adiantaria alguma coisa escrita?

Melhor é deixar o cocaleiro produzir sua cocaína na fronteira brasileira, deixar as farc invadirem os países vizinhos, vender ou dar armas para a guerrilha que atormenta o vizinho.

GENTE RIDÍCULA!

3 comentários:

CINEMAN disse...

a frase do Lula explica muita coisa. "- o que não é proibido é permitido."

PoPa disse...

Ñão tinha pensado nisso! É a própria "filosofia Lula!"

Cachorro Louco disse...

Popa : Romário disse uma vez sobre Pelé o seguinte ;êle é um puta jogador de futebol ,mas quando abre a boca só fala merda,alguem devia enfiar um sapato na boca dele para impedi-lo de falar .Com Lula é igual ,tudo o que fala vai para a latrina.abraços