sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Gripe A

Em suas leituras matinais, o PoPa leu, no Diário Popular, que um virologista paulista (Edson Durigon - USP) que iria palestrar para médicos em Pelotas, contraiu o virus. Então, a palestra foi transferida para daqui 15 dias. Seria uma notícia apenas interessante, não fosse o fato do pequeno prazo entre a contatação e a hospitalização do médico, além de seu tratamento e a breve recuperação. Neste caso - corretamente - ele deverá estar sendo tratado com o único antiviral que pode ser utilizado com sucesso e que está sendo escondido da população.

Esta semana, o ministro Temporão andou dizendo que continuará a centralização e que condena o uso indiscriminado do medicamento. Mas que uso indiscriminado? Quem quer isso? O que se vê, é os médico particulares sendo proibidos de prescrever tal medicamento, pois o mesmo não se encontra à venda e nem está disponível facilmente na rede pública. O PoPa, mesmo sem ter grandes conhecimentos na área, percebe que o virus ficará mais resistente, se for "alimentado" com o antiviral apenas nas fases mais agudas da doença. Princípio fundamental na evolução dos virus: se sobrarem alguns - e sobrarão, pois o organismo já está tomado - estes serão mais resistentes ao medicamento.

Enquanto isso, sem Tamiflu, tamufu!

6 comentários:

Ítalo Dorneles disse...

Olá amigo Popa...
Já moderei, e comentei em cima daquela matéria do Simon que você comentou em meu blog.

Essa questão da gripe A (H1N1), eu tenho um opinião bem diferente da grande maioria.

De tempos em tempos em tempos, acontece uma "epidemia; pandemia, como esta e acaba de forma natural controlando as taxas de natalidade e mortalidade do mundo.

Foi ou não foi assim com a Gripe Espanhola?? Com a Gripe Aviária??

Enfim, o que eu acho sobre essa gripe, Darwin já explicava a muitos anos atrás: SELEÇÃO NATURAL. "Os fortes permanescem e aquelas que já não estão tão bem assim, se vão". E de tempos em tempos isso vai ocorre, não adianta, não tem o que se fazer.

E como bem colocasse no final da matéria, para os preocupados, sem TAMIFLU, "TAMUFU".

Saudações e parabéns pelo blog.

Ítalo Dorneles disse...

Realmente é o que parece.
Sabes quem é o segundo senador suplente do RS para a vaga do Simon ?? Me lembro que o Rosseto perdeu para ele a 3 anos, por uma diferença não muito grande, e não recordo quem foi o terceiro.
Sei que o Zambiase e do Paim, é a Emilia Fernandes (que hoje é deputada federal) e o Odacir Klain (que não sei o que faz da vida).

Saudações

charlie disse...

Nosso governo está dando uma lição sobre como não se deve administrar uma crise. Não é a toa que parte da população começa a pensar em conspiração.

CINEMAN disse...

Já pensaram se o uso do antiviral está observando alguma ideologia política?

WORF NETO disse...

Ideologia comunista posta em prática com o Estado centralizando tudo! É o fim da picada!

Anônimo disse...

Documentário Esoteric Agenda

Sempre que o assunto é governo e religião você pode esperar discordância e debate, e freqüentemente guerras baseadas nesses dois tópicos controversos. Esse filme com 2hrs6mins de duração, mas que vale muito a pena ver, tem um ponto de vista completamente diferente sobre o mundo e sobre nós como seus habitantes. A premissa é que todos os poderes que você vê nos meios de comunicação e as figuras mais proeminentes do mundo são simples marionetes para um poder maior que controla o destino da humanidade. O filme mostra detalhadamente conexões de organizações secretas muito antigas como os Iluminati, Cavalheiros Templários e outras.

Essas organizações recentemente diretamente ligadas à monarquia britânica, controlam tudo no mundo de hoje, desde o que contém a nossa comida até o que vemos nos meios de comunicação. Esse super poder por trás dos panos faz tudo isso através da manipulação de potências como os Estados Unidos e os seus líderes. Governo, leis, meios de comunicação estão todos focados em uma coisa, e uma coisa apenas: lavagem cerebral e controle de 87% da população mundial que está susceptível a essa hipnose de massas. Depois de utilizar a informação como a ferramenta mais simples para controlar as pessoas mais vulneráveis, o MEDO é o derradeiro motivador para os mais resistentes que escolhem ver o mundo por si mesmos e não conforme o que querem que acreditemos.


Downloads:

http://rapidshare.com/users/6PTKZR/7

ou

http://www.livrepensador.com/?page_id=140