quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Traição anunciada!

Mantega era só sorrisos, hoje. Ao anunciar que o IOF estaria substituindo a CPMF, o governo federal deu uma sonora bofetada no Senado Federal. E, por consequência, no povo, este ignóbil ser, que ousa insurgir-se contra a vontade arrecadatória do governo que gasta mal, mas arrecada muito.

"Estamos criando um pequeno adicional de 1,5% ao mês, é praticamente insignificante", disse, pomposamente o ministro. 1,5% ao mês???? Esse cara nunca foi empresário! Provavelmente estes recursos vão ser muito maiores que a CPMF, apesar dele afirmar que ficarão em 10 bilhões este ano. Podem acreditar nisso...

Os exportadores, que já estava enfrentando sérias dificuldades, agora estão com mais este "adicional insignificante" na sua planilha de custos. Quem comprar um carro financiado, ou um fogão para sua casa, também vai estar pagando este adicional insignificante... mas, pobres não compram nada financiado! Ou compram?

Mas o ministro não ficou somente nesta declaração insignificante. Disse também, que a maior parte dos cortes ocorrerão nos investimentos públicos e não nas despesas de custeio. Entenderam? Nada de cortar no custeio do governo, nas viagens, nas diárias, nas contratações, na publicidade, nos cartões corporativos, naquilo que poderia ser cortado. Não, o governo vai cortar investimentos. E, como também disse que o PAC não seria afetado, imaginamos que estes investimentos cortados estão na educação, saúde e segurança...

Mais fantástica ainda, foi a declaração dada à Folha: "O presidente Lula disse que não mexeria na área tributária em 2007 e de fato não o fez. Estamos fazendo em 2008 e portanto está dentro daquilo que foi estabelecido". O PoPa fica pasmo com este tipo de comentário... mas, bem feito para a oposição, que liberou 20% do orçamento para o governo gastar como quiser! Acreditaram em boa vontade? Em palavra empenhada? Lula do PT estava com os dedos cruzados quando prometeu que não aumentaria impostos.

Lula do PT, quem diria, largou um pacotaço de início de ano. Nada como um esquerdista convertido para o "capitalismo hortodoxo".

3 comentários:

Tosco disse...

Ei, Estado faminto por impostos nada tem de capitalismo ortodoxo! =oP~

E sim, cinismo é a alma deste negócio...

tita coelho disse...

Eu dei boas gargalhadas sobre o aumento de imposto rsrsrs ...agora quero ver o Governo fazer mágica rsrs
beijos meus

Lua Nua disse...

Acho tudo isso muito triste, muito ridículo.

É tão ruim viver num país assim, dominado por medíocres.

Fazer o que né? Acho que só nos resta rezar para que o povão aprenda a votar.

Beijos