quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Alarde...

O PoPa foi fazer sua leitura matinal de notícias e encontrou, lá na primeira página do Estadão: BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não acredita que o País esteja passando por um novo surto de desmatamento e acha mesmo que houve "alarde" na divulgação dos números do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Especiais), na semana passada. Sem citar a ministra Marina Silva, Lula criticou o Ministério do Meio Ambiente e as organizações não-governamentais, e disse que não se pode culpar a agropecuária, os produtores de soja e os sem-terra assentados pelo aumento do desmatamento na Amazônia. "Não dá para culpar ninguém", afirmou.

O "não dá para culpar..." deve ser porque alguém disse a ele que o culpado pode ser um "fogo amigo"...

Disse mais, com suas metáforas médico-futebolísticas: " Você vai no médico, você está com um tumorzinho e, ao invés de fazer biópsia e saber como vai se tratar, você já sai dizendo que tem câncer!" Câncer é tratável, presidente! Desmatamento neste nível, não!!!

E atenção! Ele disse que "vai comprar briga" com as ONGs se elas insistirem em ligar o crescimento da agricultura ao desmatamento. Para ele, os dados do IBGE mostram que a soja cresce "sem precisar derrubar árvores". Nada de punir desmatadores, vamos perseguir quem está denunciando o desmatamento! Te cuida, PoPa!!!

Imagem: do Estadão, a devastação na Amazônia...

2 comentários:

irwim disse...

O problema maior é que enquanto o assunto é discutido e fiscalizações são planejadas, as moto serras continuam cantando alto na floresta.

Lua Nua disse...

Quem dera fosse só a motosserra, você já ouviu falar do "correntão"?

É o primo-irmão da motosserra e do fogo.

Amarra-se uma corrente muito grossa e forte em 2 tratores e sai "passeando" pela floresta. Ele derruba o que está na frente: mogno, castanheira, jacarandá, ninho de aves e bichinhos que fazem parte da fauna amazônica ou pantaneira.

E ainda falam mal do holocausto. Pelo menos só mataram 6 milhões de gente. Matar a natureza vai ser muito pior.

Como disse Victor Hugo: "primeiro foi necessário civilizar o homem em relação ao próprio homem. Agora é necessário civilizar o homem em relação à natureza e aos animais”.