sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

PIAUI

Imperdível o número de janeiro da revista Piaui. Uma entrevista de José Dirceu volta a botar lenha na fogueira da sede do PT de Porto Alegre. Talvez algum descuido do Diógenes com sua lanterna. Corram rápido às bancas porque acredito que vai haver uma operação, com recursos do caixa 2 provavelmente, para esgotar a revista ligeirinho, ligeirinho. Dirceu já disse que não disse exatamente aquilo que ele disse, mas restam as entrelinhas. Sobrou até para a ex senadora Heloisa Helena com aquela estória sempre mal contada do placar eletrônico do Malvadeza. Dirceu confirma o que Malvadeza disse à época: Heloisa votou contra a cassação daquele senador tramposo, mas bonitão, por motivos impublicáveis. Heloisa já contraatacou, vestindo a carapuça, que o ataque de Dirceu é machista. A capa da revista Piaui ao lado (ou acima) é a de dezembro. A de janeiro, que é a tal, ainda não chegou no Rio Grande.

6 comentários:

tita coelho disse...

Eu li hoje na zero hora! rsrsrs morri de rir ainda mais com as declarações do Raul Pont! Escrevi a respeito tb no blog!!
beijos

Pobre Pampa disse...

Realmente, o melhor que tudo, foi ver o cachorrão babando de brabo!!! Mas o Zé Dirceu não é um cara burro e deve ter tido alguma intenção quando fez as declarações. Ou a jornalista era muito bonita e o cara se perdeu...

CINEMAN disse...

A Piaui saiu ontem e eu comprei e já li a entrevista do Zé Dirceu. Não é uma entrevista no padrão normal, é mais do tipo - um dia na vida de Zé Dirceu - é interessante. Ele está bem descontraido e o biografo de um dia relata também os micos que o Dirceu tem que passar com o pessoal chamando ele de safado, ladrão, corrupto em todos os lugares - restaurantes, fila do aeroporto, na rua. E mostra que ele fica firme, não respondendo as provocações. Mostra também que ele, como consultur (lobista) está faturando muito bem. É um capitalista nato. No meio disso ele conta as histórias do PT de Porto Alegre e da Heloisa Helena. É bem convincente.

Carlos Eduardo da Maia disse...

E a esquerda gaúcha ficou aloprada com o Zé Dirceu. Dizem que Dirceu carrega rato morto na pasta, que os acusados foram absolvidos etc. Mas o Collor foi absolvido e todo mundo sabe o que ele fez. A voz gravada do Diógenes pedindo para a polícia não reprimir o crime organizado todo o RS ouviu e Dirceu está apenas dizendo o óbvio: o PT no RS e no Brasil não tem nada de santinho.

CINEMAN disse...

É isto mesmo Maia e a mais engraçada entrevista que eu vi foi de um dos "próceres" do PT gaucho que saiu-se com esta: "- Agora depois das desculpas do Zé Dirceu, nós estamos dando o caso como encerrado". Boa esta. Ele, sem consultar o "conjunto da sociedade", resolve dar o caso como encerrado.

PoPa disse...

Comprei a Piauí! Vou lê-la hoje a noite, mas já dei uma olhada na [enorme] entrevista do Zé. Boa, muito boa!!!!