terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Os amigos das FARC

Como Chávez parece estar com problemas na sua proverbial verborragia, tem alguns que falam por ele. Como a senadora colombiana Piedad Córdoba "O governo colombiano ou conseguiu infiltrar gente na guerrilha, ou tem um sistema de inteligência muito efetivo com ajuda, porque cada vez que as Farc fazem um movimento, eles conseguem interferir. Foi assim com a captura dos emissários com as provas de vida dos seqüestrados que iriam ser entregues ao presidente Chávez e agora com o menino Emmanuel". A senadora colombiana, amiguinha de Chávez, faz parte da oposição claro. E o que ela quer para a Colômbia? As FARC no governo?

No site da Agência Bolivariana de Notícias, da Venezuela, está a notícia: "De acuerdo a despacho noticioso de Prensa Latina, Córdoba sostuvo en un intercambio en la víspera con dirigentes de la izquierda de Puerto Rico, que aunque le decepcionó saber que el niño Emmanuel no estaba en poder de las FARC, no se deben cerrar los canales de comunicación". Entenderam? Ela ficou decepcionada porque o menino Emmanuel não estava com as FARC... legal, esta senadora!

Mas a notícia mais incrível deste site bolivariano, é que tem uma nota das FARC, onde elas acusam Uribe de sequestrar Emmanuel:
"Experto en cortinas de humo, el gobierno narco-paramilitar de Uribe Vélez, previa consulta a su amo en Washington, ha resuelto secuestrar en Bogotá al niño Emmanuel con el infeliz propósito de sabotear su entrega, la de su madre Clara Rojas y Consuelo González de Perdomo, al Presidente de la República Bolivariana de Venezuela, Hugo Chávez... Emmanuel iba a ser entregado, junto con su madre, al Presidente Chávez de Venezuela. " Não fosse a trágica situação das centenas de reféns destes traficantes, seria hilária esta declaração. Eles abandonaram a criança, com sérios problemas de saúde e iriam sequestrá-la novamente para devolvê-la...

Um comentário:

Pobre Pampa disse...

O que as FARC querem dizer com governo Narco-paramilitar? O governo colombiano não trafica, quem faz isto são as FARC. E não pode ser paramilitar, pois é um governo constituído. Poderia até ser um governo militar, o que não é, mas nunca paramilitar...