quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Oposição, finalmente!

O PoPa está feliz, pois finalmente mostra-se uma leve oposição ao governo federal. Nada que não esteja livre de uma negociação, mas pelo menos indica que o PSDB acorda-se para o óbvio: Ele é um partido de oposição ao governo.

O governo federal está com os cofres abarrotados de grana e não precisa tungar mais 40 bilhões dos contribuintes para melhorar alguma coisa. O aumento de arrecadação que houve no último ano é superior a este valor e demonstra que não há necessidade de tanto dinheiro centralizado em Brasília. O que ninguém discute nestepaís, é que esta centralização é danosa para todos nós e que os municípios e estados estão à míngua, incapacitados de dar um bom nível de vida aos seus habitantes.

Mesma coisa com o governo do Estado. Aumentar impostos é apenas ampliar o mau gasto, a falta de controle, o inchamento da máquina pública. Então, apesar de ter tido posição diferente no início destas discussões, o PoPa declara-se contra o aumento de impostos no Estado e contra a CPMF federal. Agüentem-se com os recursos que estão disponíveis, reduzindo custos, acabando com as sangrias provocadas pela má gestão, pela corrupção e pelo populismo. Acabe-se com as contratações de ongs e similares para fazer o que o estado tem que fazer. Reduza-se a máquina estatal. Acabem-se TODOS os cargos de confiança que não sejam ocupados por servidores públicos, à exceção do primeiro escalão e somente este. Ou não existe gente competente no serviço público?

Mas será que o PSDB agüenta esta pressão? O PoPa acha, sinceramente, que não... Vejam na Folha de hoje:

Segundo Tasso, o PSDB deve votar contra a PEC da CPMF na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado. "Vai votar contra [a proposta na CCJ]. Em relação à proposta feita (repararam a sutileza?), a posição do PSDB é irreversível."

O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM) negou que o PSDB esteja dividido sobre o assunto. "O governo não vai fazer um mercado persa com o PSDB. O partido vai votar unido. Aqui não é a casa da dona noca." Bem, talvez seja a da mãe Joana...

6 comentários:

tita coelho disse...

Pois é...vi ontem no jornal tb o PSDB dizendo que vai votar contra....não fico ainda muito otimista com estas notícias....mas vamos esperar!!
beijos :)

Chawca disse...

O governo vai conseguir aprovar a CPMF mais cedo ou mais tarde,....
Em Brasilia se muda de opinião muito rápido...

Carlos Eduardo da Maia disse...

Pampa, mudei de opinião e acho que o PSDB tem que votar sim contra a CPMF. A questão é a seguinte, o PT aqui no RS, quando governo, sempre quis aumentar impostos. Quando oposição é contra. O PT não é um partido sério, é traiçoeiro, é impiedoso e merece troco. Infelizmente, política no Brasil não tem lógica. Corremos o grave risco de, nas próximas eleições, nos transformarmos numa Argentina, onde as pessoas não estão nem ai para a política. O desprezo é imenso.

CINEMAN disse...

E a velha tese, tem que reduzir a grana que vai para o estado senão não tem remédio. Quanto mais ganham, mais querem. Outra coisa, falam do terceiro mandato do Lula do PT mas a carta que ele tem na manga é a Dona Marisa.

Pobre Pampa disse...

ECA!!! Pelo menos "la hermanita" é bonitinha... :-) Mas, falando sério, já reparou que Mariza não fala nunca sobre nada?

CINEMAN disse...

Ainda bem.