segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Pedro Osório, novamente

Voltando ao assunto, o PoPa leu, em um jornal semanal de Arroio Grande (Correio do Sul de 16/08/2007), mais algumas informações sobre o evento de Pedro Osório. Na síntese, não apresenta novidades, mas ao final, tem uma fala atribuída ao Ouvidor Agrário do MDA e aí está a parte interessante: "o ouvidor do MDA encaminhará um relatório à Comissão Nacional de Combate à Violência no Campo, buscando responsabilizar os autores do tumulto". O PoPa gostaria de ler este relatório, mas, como este ouvidor tem apenas uma orelha, ao contrário do Ser Supremo, já prevê o que estará escrito nele. Vamos esperar as reações...

2 comentários:

CINEMAN disse...

Sabes quem é que preside a Comissão de Combate a Violência no Campo? Ele mesmo, o nosso ouvidor.

tosco disse...

Lembrei de um relatorio produzido por uma ONG que vi algum tempo atras. Era algo como "metodos de tortura usados pela policia nas operacoes de reintegracao de posse de terras invadidas pelo MST". Fiquei apavorado, "metodos de tortura?!"

Lendo o tal relatorio, fica claro o que eram as torturas: para evitar uma invasao da Choque na area ocupada, os brigadianos acharam melhor, durante a noite, fazer um barulho dos diabos para, digamos, minar os espiritos mais aguerridos e forçar uma saida pacifica. Bateram em toneis, usaram as sirenes, tocaram som alto, buzinaram, bateram os cacetetes nos escutos e os coturnos no chao. Esse tipo de coisa. Pelo jeito funcionou, a choque nao precisou entrar. A acao poupou ossos quebrados, esfolamentos e aquelas cenas de violencia que de quando em vez aparece no noticiario.

Achei a cousa toda muito valida mas, eh claro, o MST (e as tais ONGs) nao gostaram nem um pouco. Po, nao rolou nem um barraco pra mostrar na TV, nem um brigadiano caceteando os "cumpanhero", nada! Assim nao da!