sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Boicote? Não, mas deveria...

Deu no Estadão:

Venda de passagens da TAM caiu 30% depois do acidente

Presidente da companhia não soube definir a causa da retração nas vendas, mas citou três possibilidades: a crise aérea, o fim da alta temporada, e as medidas do governo para os aeroportos.

Bem, modestamente, o Pobre Pampa coloca uma quarta opção, talvez a primeira da lista: Medo de voar com a TAM... Medo de voar com os Airbus da TAM...

Na CPI, o presidente disse mais algumas coisas interessantes:

O deputado Pepe Vargas (PT) questionou Bologna (presidente da TAM) sobre problemas de frenagem registrados no dia anterior ao acidente e registrados em relatório de piloto.

"O avião poderia operar com até os dois reversos pinados. Ele estava absolutamente dentro das condições", afirmou Bologna.

O presidente da TAM também foi questionado sobre a manutenção feita na aeronave em Campo Grande e se "O conjunto de sinais não levariam a ter uma conduta preventiva de retirar a aeronave de circulação até uma manutenção mais pesada?"

"A aeronave fez manutenção longa no final de 2006. A outra seria depois. O sensor de trem de pouso (que acusou necessidade de reparo), foi sanado no local. Isso está dentro da política. Isso ocorre em vários aviões que estão voando", defendeu-se Bologna.

E você, vai atrever-se a voar TAM?

2 comentários:

Claudio disse...

E tem escolha? Ou você cai pela TAM ou pela GOL.

A diferença é que caindo pela GOL você só come barrinha de cereal e amendoim.

abs

Pobre Pampa disse...

Há uma escolha, sim. Pode não ser a mais confortável, mas não temos notícias de grandes acidentes com as companhias regionais. Faz um vôo meio longo, mas dá pra ir de Porto Alegre a São Paulo pela Ocean Air. De qualquer maneira, mesmo comparando Gol, TAM e BRA, parece que os aviões da TAM têm apresentado mais problemas que todos os outros.