terça-feira, 16 de outubro de 2007

Lula na África

Hoje no Estadão, o PoPa leu interessantes reportagens sobre a visita do Lula do PT (usando o título dado pelo Cinaman) à África. Em uma delas, a manchete revela: "Lula passa constrangimento ao visitar palácio de ditador", mas em todo teor da reportagem, não há uma única referência a que Lula tenha tido algum tipo de desconforto ou declarado qualquer coisa à respeito. Ou seja, o repórter deduziu que Lula teria ficado constrangido... Em outra reportagem, com texto da BBC, há a informação que Lula foi a estrela máxima das comemorações dos vinte anos de ditadura de Burkina Faso. Como o texto é da BBC, não há qualquer citação de constrangimento, ao contrário, as fotos mostram um Lula sorridente e bem à vontade.

OPoPa também acha que o discurso da dívida histórica com a África tem que ser rejeitado. Se dívidas históricas houvessem, o mundo não poderia ser o que é hoje, pois a sociedade da época era estúpida e escravagista. O discurso serve para criar culpas e preconceitos que nada tem a ver com o momento atual.

É preciso lembrar que mesmo a África era escravagista, pois tribos escravizavam os povos derrotados em guerras e negociavam abertamente com Portugal estes escravos. O Brasil precisa abandonar o discurso de culpa, pois nós não temos este "pecado original", já que quem deveria ter esta dívida é Portugal! Aliás, falando em dívidas, Portugal nunca se declarou devedor do Brasil (ou da África), apesar de ter espoliado esta nação.

Imagem: Lula do PT ao lado do ditador de Burkina Faso (foto Estadão). Reparem o slogan ao fundo: 20 anos de democracia e progresso...

Um comentário:

tita coelho disse...

é né...concordo contigo! Chega de dívidas históricas, este papo acaba ficando chato!
Lula constrangido, nunca, o cara é o mestre do embróglio!!!
beijo