terça-feira, 19 de abril de 2011

As palavras...

O PoPa esteve em Porto Alegre, hoje e encontrou-se com o Cineman. Papo bom, regado a um espresso da melhor qualidade, quando surgiu a dúvida etimológica: o que significa, exatamente, homofobia? Pela base literal da palavra, fobia quer dizer medo, homo quer dizer igual. "Medo do que é igual"? E fobia é uma patologia, logo não pode ser considerado crime...

Segundo o dicionário:
Homo (palavra latina) s.m. Antropol. Genero de primatas antropóides ao qual pertence a espécie humana (com inicial maúscula)


homo- pref. Elemento que significa igual, semelhante.

Pois então precisamos de uma palavra que realmente classifique alguém que agrida homossexuais. Mas uma palavra que não agrida a língua portuguesa, também. O PoPa acredita que qualquer pessoa que agrida qualquer pessoa, por atos ou palavras, tem que responder perante a sociedade, na forma da lei. E esta lei já existe, não precisamos de mais leis para dizer que isso é crime!

O lado do "politicamente correto" também quer eliminar palavras estrangeiras de nossa língua. Querem impedir o desenvolvimento da linguagem contemporânea, da linguagem viva. Neste caso, como poderíamos chamar o "orgulho gay", usando uma palavra bem brasileira, que defina o caso?

5 comentários:

CINEMAN disse...

Sobre a lei do brilhante deputado comunista Carrion - Ainda bem que o meu Maçã não usa Janelas.

CINEMAN disse...

Quanto ao termo - homofobia - foi criado por um psicólogo americano que, obviamente, não entende nada de grego.

CINEMAN disse...

Como a lei do deputado Carrion, imagino, não se aplica só ao inglês, deveremos encontrar outra palavra para homofobia.

PoPa disse...

Vai ser interessante saber como será chamada a "parada do orgulho gay"!

Anônimo disse...

Esse deputado não tem mais nada para fazer? Essas pérolas contra o imperialismo estadunidense (comuna adoooora falar assim) são de um ridículo atroz. Nem em Sucupira ele teria votos!