segunda-feira, 19 de julho de 2010

Yoani Sanchez twittando

Yoani fez uma série de colocações no seu twitter, as quais o PoPa resolveu traduzir para colocar aqui. É o testemunho de quem não quer muita coisa, apenas um pouco de liberdade, um pouco de vida. Na contramão do que querem muitos para o Brasil:

As mudanças que a sociedade espera não se limitam ao aspecto econômico;

É necessário eliminar a humilhante permissão de saída e as restrições de entrada no país;

Desmontar o aparato repressivo que penaliza a livre opinião e a associação;

Retirar do código penal as figuras de associação ilícita, periculosidade e propaganda inimiga;

Sepultar a lei 88, conhecida como lei da Mordaça;

Incentivar o trabalho por conta própria e a empresa privada, com respeito e garantias de não confisco;

Acabar com o conceito de saída definitiva, que não permite aos exilados, radicarem-se em seu próprio país e confisca suas propriedades;

Que um cidadão cubano possa comprar um carro ou uma casa, contratar serviços de internet e televisão por cabo, sem filtros ideológicos;

Permissão para criar pequenas e médias empresas;

Dissolução da polícia política, especialmente a conhecida como secção 21;

Compromisso público de que ninguém mais será preso por motivos de opinião;

Abrir a imprensa livre, permitir o surgimento de jornais e publicações que não respondam diretamente ao Partido Comunista; (aqui, o que chamou a atenção do PoPa foi ela escrever o nome do partido em maiúsculas)

Acabar com a dualidade moentária;

Desideologizar a educação e permitir o surgimento de escolas gerenciados de forma autonoma;

Abir o registro de associação aos atualmente ilegais partidos de oposição;

Tudo isso pode resumir-se em uma frase:  

Ter uma Cuba plural, onde caibamos todos

Não é muita coisa, é?

5 comentários:

Blog do Ferra Mula disse...

NÃO DEIXEM DE ASSISTIR:

"A TITIA DA DILMA ROUBASSEF"

Cenas de violência.

http://ferramula.blogspot.com/2010/07/tia-da-dilma-roubassef.html

Anônimo disse...

Donde ela tira tanto dinheiro para ter aquele bruta site ?
18 línguas traduzidas !!
Imagina tu com 18 tradutores.

PoPa disse...

Essa é fácil de responder. O site está em um servidor gringo, mantido por dissidentes. De qualquer maneira, é muito barato manter um site destes, hoje em dia. Sobre as traduções, são feitas por voluntários. No Brasil, por exemplo, é feito pelo Humberto.

E o site dela é bem simples, afinal. Não é por aí que se pode falar mal dela. Se é ou não uma "agente do império", é coisa para outras discussões.

Anônimo disse...

Em Cuba, como na Espanha, na Alemanha, nos EUA, se a pessoa "dissidente" receber bola de organização estrangeira ligada à organização de inteligência é cana.
Cana, crime, ninguém pode sustentar ou fingir ter suas opiniões a custa de dinheiro estrangeiro.
Os EUA acabaram de tirar de sigilo documentos que comprovam pagamentos feitos a jornalistas venezuelanos, passando por um tal de "Escritório de Democracia, Direitos Humanos e Trabalho".
Cuba não é o paraíso na terra, mas ajudaria muito não ter bloqueio (que desde Napoleão é uma ação de guerra) e não ter subversão financiada pelos EUA.
No Brasil não sei se existe previsão legal, decerto foi revogado com a LSN e esqueceram de pôr de volta.

Anônimo disse...

Cuba de fato, não tem um bloqueio, pois qualquer país pode negociar com eles, exceto as empresas norte-americanas, lá instaladas. É um boicote oficial mas que em nada traz de grandes problemas, uma vez que o comércio exterior é livre. O problema é que os cubanos não pagam as contas... as empresas brasileiras, por exemplo, estão vendendo para lá com aval do BNDES. Ou seja, nós estamos pagando para que algumas empresas escolhidas vendam para Cuba.

Eles, efetivamente, não pagam estas contas.