sábado, 30 de junho de 2007

Eu sou EPA!

Na veja desta semana, Diogo Mainardi faz um belo comentário sobre um texto do Ivan Lessa no Pasquim: "O mundo se divide em dois tipos de pessoas: as que gritam Oba! e as que exclamam Epa!" O Pobre Pampa, sem ler este texto do Lessa, sempre se sentiu meio EPA, explicitamente no post "Grana à Vista!"

Há uma enorme e inexplicável quantidade de OBAS no Brasil. Inexplicável, pois não acho que o brasileiro seja igual aos que se locupletam no Planalto e nas capitais do País. Talvez estes OBAS não tenham se dado conta do tamanho do problema que estamos criando para as futuras gerações. Talvez porque fariam igual se lá estivessem. Talvez porque estejam anestesiados pelas esmolas oficiais. Sei lá...

E nós, os EPAS, estamos em grande desvantagem com os OBAS, pois ao contrário destes, sabemos o que nos espera se o Brasil continuar neste rumo!

Imagem: O Fradinho, no traço do genial Henfil, também colaborador do Pasquim

Um comentário:

CINEMAN disse...

Parabens por lembrares o Henfil. Queres um upgrade do desenho? Coloca a Marta Suplicy no lugar do Fradinho.