quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Battisti e as férias prolongadas no Brasil

Pois o Supremo não teve a coragem de fazer seu trabalho integralmente. Diz que Battisti tem que ser extraditado, mas a decisão final deve ser do cara, lavando as mãos, como o personagem bíblico. Com esta demonstração de fraqueza e subserviência ao poder executivo, o PoPa acha que o cara pode manter o meliante por aqui, com todas as benesses que o outro assassino já tem. Quem sabe até um empreguinho público para a mulher? O cara estaria errado ao contrariar o pedido da Itália? Com certeza, mas ninguém pode cobrar isto dele, pois o próprio Supremo deixou claro que Battisti merece ficar por aqui...

A propósito, a página onde está esta notícia, no Estadão, está infectada com algum tipo de virus. O computador do PoPa bloqueou-a... interessante! E sugestivo.

6 comentários:

Blog do Ferra Mula disse...

Toda essa palhaçada para deixar a decisão para o filho ... (do Brasil).

O site do Estadão deve estar com algum virus sarne...nto

Uma abraço PoPa.
Airton.

Blog do Ferra Mula disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José de Araújo Madeiro disse...

Estimado PoPa,

Está parecendo que o Battisti entrou numa fria. Para defesa, alegou-se ser bandido ideológico para justificar seus atos de banditismo comum.

Terminou nas mãos dos petralhas, quando será usado e abusados por seus amigos, os bandidos mais perigosos do Brasil, com expansão por toda América Latina. È uma gang sem fim, bem maior do que na Europa. No poder e que não querem deixar o poder, sob nenhuma hipótese.

Precisamos que os adversários do Brasil começem a manifestar-se sobre o caso.

E mesmo esperando que o Battisti seja deportado, para arejar os nossos diminutos espaços democráticos,vamos ver o que possa acontecer. Sabendo, no entanto, que devemos estar atentos, reconhecendo que o Lula permanece muito bem orientado e deve procurar tirar vantagens pessoais do episódio. Continuando nos propósitos de fazer-nos de burros.

Att. Madeiro

PoPa disse...

Na verdade, ele vai ganhar de qualquer maneira. Se deporta, dá uma de estadista que, mesmo não sendo obrigado, está atendendo a demanda do Supremo. Se não deporta, nem precisa dar explicação... mas vai dizer que por motivos humanitários vai deixar o criminoso por aqui mesmo.

Clausewitz disse...

Olá, amigo. Peço permissão para propagandear novas pesquisas em meu blog. Face aos últimos acontecimentos, qual a similaridade que você vê entre Lula, Césare Battisti e Mahmoud Ahmadinejad e se você pudesse rebatizar o épico da dramaturgia estatal "Lula, o filho do Brasil", que novo nome você daria ao filme? Participem das mais novas enquetes do Blog do Clausewitz, mas votem logo antes que meu blog seja censurado pela Conferência Nacional de Comunicação (Confecom). Se acharem interessantes os temas abordados nas 5 enquetes, divulgue-as..

Anônimo disse...

Good brief and this fill someone in on helped me alot in my college assignement. Gratefulness you for your information.