quinta-feira, 2 de junho de 2011

A Crise Palocciana

O governo tem enfrentado problemas sérios nos últimos tempos. Apesar do esforço feito por oposicionistas e governistas, não se conseguiu produzir um escândalo grande o suficiente para superar o que o PoPa chama de "crise palocciana". A declaração do mais importante executivo do governo na área dos transportes rodoviários, de que deveriam "queimar as praças de pedágio" de determinada estrada, não foi levada adiante. "Os livro" deram até uma estremecida nas mentes mais esclarecidas, mas ficou por isso mesmo. A operação abafa do "kit gay", feita pela presidente, também não resultou em grande impacto. Até o presidente do Senado tentou criar um fato impactante, com o sumiço do impeachment do, agora amigão, Collor. Voltou atrás, pois a onde criada não surtiu o efeito necessário para reduzir a crise palocciana.

O povo está anestesiado completamente. Apenas coisas muito sérias podem resultar em alguma reação. Na verdade, o povo não quer saber nem da crise palocciana! Há uma guerra por espaços políticos dentro do próprio governo, e o ministro ocupa um dos espaços mais cobiçados. Com a saída dele, "o cara" teria sua influência reduzida drasticamente, já que é ali que se tomam todas as decisões mais importantes para o País. Apenas na semana passada, a oposição começou a ver que esta crise poderia render algum fruto positivo para eles. Mas, mesmo assim, alguns dos expoentes oposicionistas vieram a público dar seu aval à honestidade do ministro.Afinal, a quem interessa mesmo a saída de Palocci da Casa Civil? Certamente não é à oposição. Pelo menos, não esta oposição babaca que temos no Brasil.

O PoPa acreditava que Palocci estaria fora do governo esta semana. Como nada disso aconteceu, é possível que a influência do "cara" ainda esteja forte em seu próprio partido e tenha dado um basta à cobiça interna. A oposição não vai conseguir muita coisa, além de um pouco de fumaça. E se conseguissem? Seria mais ou menos como o cachorro que persegue o carro. E se conseguir, faz o quê?

Hoje é quinta feira, provavelmente não existam mais políticos trabalhando em Brasília... Terça feira vamos ver o que acontece. Vai depender mais do que a imprensa publicar do que da ação deste povo. E a imprensa está fazendo o que pode, divulgando as safadezas. Mas, como o PoPa já sabe, o povo está anestesiado. Vai ser preciso uma catástrofe para obter alguma reação.

2 comentários:

Vindo dos Pampas disse...

Palocci fora do governo ???
Que nada.
Breve surge outro escândalo, a poeira assenta, e ele continua impune. Não sera a primeira vez.
PTralha não tem vergonha na cara e brasileiro tem memoria curta.

CINEMAN disse...

A crise interna do PT foi contornada com a promessa do Palocci de organizar um seminário interno no partido = Como Fazer Amigos, Influenciar as Pessoas e, No Caminho, Fazer um Bom Dinheirinho.