segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Ciclistas e atropelamentos

Pois a notícia da semana tem sido o "atropelamento coletivo", provocado por um motorista contra um grupo de ciclistas. A notícia é chocante, afinal, temos um fato não muito comum em nossa sociedade, um psicopata indo contra um grupo de inocentes ciclistas!

Mas, lendo as notícias nas entrelinhas, a verdade não é exatamente esta. Os ciclistas estavam infringindo a lei, ao andar em grupo, sem nenhum tipo de autorização. Reza o Código de Trânsito Brasileiro, que ciclistas devem deslocar-se em fila indiana, pela direita da via. Ok, não é o caso de atropelar quem está fora da lei, senão seria o caos, não só no trânsito. Mas o atropelador alega que sofreu atos de violência antes do fato e que estava apenas tentando fugir do local. Como o veículo apresenta vidros quebrados e o filho do motorista confirma a versão, temos um fato novo. Declarações dos responsáveis pelo movimento também dão a entender que eles são contra os carros e que "lutam" pela bicicleta como meio de transporte alternativo e limpo.

Bem, a justiça que decida quem está com a razão. Mas, convenhamos, bloquear o trânsito não é uma boa idéia, agredir motoristas também não. O motorista está errado, mas o que você faria, preso dentro de uma turba que "luta" contra os carros?

8 comentários:

Carlos Eduardo da Maia disse...

Popa, são as guerras de versões. A única explicação que o motorista pode dar é essa. Coloquei no depósito um vídeo que mostra bem o que ocorreu e foi filmado durante o tour dos ciclistas. As cenas são impressionantes.

PoPa disse...

Fato: os ciclistas estavam ocupando irregularmente toda a via de circulação. Assim como as frequentes passeatas de professores, mst e tantos outros, era uma ação contra o direito individual dos que usam a via pública. Eles estavam errados no princípio da coisa, provocando os motoristas "apressadinhos". O atropelador, obviamente, está errado. Mas a versão dele tem uma probabilidade muito grande de ser verdade. Os vídeos mostram o momento em que ele atropela. Não mostram nada anteriormente, que poderia ou não confirmar a versão dele...

samanta disse...

o que eu faria? mudar de rua, quem sabe? esperar um pouco, quem sabe?
colocar o carro em cima de mais de cem pessoas, inclusive idosos e crianças? ACHO que não.
se tem algo de positivo pra se tirar dessa história é descobrir como algumas pessoas realmente pensam e como agiriam. que tristeza e que decepção.

CINEMAN disse...

Caro PoPa, acho que outro grande responsável é o poder público, no caso a EPTC. A bicicletada é feita todas as últimas sextas feiras do mês, saindo do Largo da Epatur. No meu entender não serve como desculpa dizer que não foi solicitada licença e por isto a EPTC não acompanhou. Acho que nas próximas manifestações, solicitada ou não, é obrigatório o acompanhamento da EPTC.

CINEMAN disse...

Caro PoPa, e os pescadores bloqueando a rodovia em protesto por não poderem mais exterminar os camarões?

charlie foxtrot disse...

Em curtas e grossas palavras: um idiota atropelou vários idiotas.

O idiota psicótico vai ter um bom tempo de reflexão na cadeia, os demais idiotas poderão refletir no leito do hospital. De tantas reflexões talvez surja um mundo melhor.

Diego disse...

De toda essa história o que eu tenho achado mais interessante são as reações.

Para algumas pessoas parece impossível e até antiético tentar racionalizar um evento. Nesse caso em particular, é impossível terminar a frase "não que justifique, mas os ciclistas estavam ocupando duas f.." sem ser interrompido por um "MAS ISSO NÃO JUSTIFICA".

CINEMAN disse...

Acho que podemos resumir da seguinte forma: Somos todos a favor da bicicleta e da civilidade de uns com os outros mas somos contra o ciclista ideológico.