segunda-feira, 7 de julho de 2008

A quem protege?

O PoPa acredita que blogs, sites de relacionamentos e outras coisas do tipo, são como mesas de bar, casas de amigos, rodinhas de chimarrão! Tudo que se fala por ali, é como se fosse algo na intimidade, onde outros podem bisbilhotar à vontade. Se estas conversar podem influenciar alguém, é porque os argumentos são bons. Agora, a decisão do TSE de proibir blogs e assemelhados de discutir política, é de doer! A próxima decisão poderá atingir as mesas de bar, as rodinhas de chimarrão...

3 comentários:

Toscoman disse...

Coisa atroz! Nao fiquei sabendo desta (não muito) inusitada decisão.

PoPa disse...

Na Folha:

Um parecer técnico da assessoria especial do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) proíbe o uso de ferramentas da internet por candidatos que vão concorrer nas eleições deste ano para fazer campanha. O documento conclui que "o que não é previsto [na legislação eleitoral] é proibido".

O texto servirá de base para o julgamento da consulta feita pelo deputado José Aparecido (PV-MG) sobre o uso da web durante a campanha eleitoral. A consulta ainda não foi respondida e não há prazo para julgamento no TSE.

Pela resolução 22.718 do TSE, que trata da propaganda eleitoral, a publicidade do candidato na internet só poderá ser feita na página destinada exclusivamente à divulgação de sua campanha.

Segundo a resolução, a página dos candidatos deverá ficar no ar a partir de 6 de julho até antevéspera da eleição, ou seja, até 3 de outubro.

Como a resolução não estabelece regras específicas, o uso de e-mail marketing, blogs, bunners, links patrocinados em sites de busca, divulgação de vídeos no YouTube e comunidades em sites de relacionamentos estão proibidos --uma vez que o parecer proíbe o que não está previsto.

Pobre Pampa disse...

A posição do TSE deixa claro que o candidato pode ser punido se algum site de relacionamento, blog ou o que for, posicionar-se a favor dele.