quinta-feira, 10 de julho de 2008

No Vietnã, falando por nós...

O PoPa leu no Estadão:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira que se sentiu "tão orgulhoso quanto os vietnamitas" pela vitória do Vietnã sobre os Estados Unidos na guerra que opôs os dois países nos anos 1960-70.

A declaração foi feita por ocasião da visita de Lula a Hanói, ao final de um encontro com o presidente do país asiático, Nguyen Minh Tien, autoridades de Estado e altos dirigentes do partido comunista único.

"O que vocês fizeram aqui foi mais que vencer uma guerra. Foi uma lição que ensinaram a todos os seres humanos: que quando queremos uma coisa e temos determinação, somos imbatíveis", disse Lula de improviso, ao final de uma declaração conjunta dos dois presidentes.

"Desde sempre acompanhei a Guerra do Vietnã, e posso lhe dizer que fiquei tão orgulhoso dos vietnamitas quando os vietnamitas", prosseguiu Lula.

"A vitória de vocês foi a vitória do oprimido, e nós [nós, quem????] nos sentimos co-participantes e muito orgulhosos do significado para a humanidade da vitória de vocês."

A posição manifestada pelo presidente, o primeiro do Brasil a pisar no Vietnã desde 1989, pareceu pegar de surpresa o colega vietnamita.

Minh Tien respondeu que a vitória na Guerra Americana, como o conflito é conhecido aqui, não era apenas dos vietnamitas. E acrescentou --sem estabelecer diretamente uma ligação entre uma coisa e outra-- que os vietnamitas admiram o futebol e o samba do Brasil.

Tá, o PoPa não conhece muito da Guerra do Vietnã, mas sabe que foi uma guerra suja, estúpida e burra, mas o resultado final não foi exatamente o melhor para os habitantes da região...

Imagem: Chitose Suzuki/AP - Tá em casa, o homem!

2 comentários:

Carlos Eduardo da Maia disse...

Tem bafômetro no Vietnam?

Lua Nua disse...

nem bafômetro e nem desconfiômetro...

pq esse cara ainda fala de improviso? onde está a camarilha dele que ainda permite esses impropérios tão impróprios e fora de contexto?

ó god! ó god!