quinta-feira, 31 de julho de 2008

Fora Gil! Do ministério e da música!

O PoPa acha que burrice e ignorância são coisas bem distintas. Mas uma parece andar de braço com a outra, eventualmente. No site de notícias G1 - e em todos os outros - está a afirmação de que Lpt andou dizendo, textualmente: “o Brasil não pode prescindir do Gil só na política”. Foi um ato falho? Ou será que ele estaria usando sua proverbial ignorância acadêmica, para dizer exatamente o que pensa?

O título deste post apenas retrata a fala de Lpt, não necessariamente a opinião do PoPa.

Um comentário:

André Wernner disse...

Caro PoPa,
O Gil já deveria ter saído há muito tempo do ministério. Aliás, já vinha declarando ao Presidente sua vontade de deixar o emprego, cuja missão não cumpriu com relevo.

Empurrou com a barriga. Estava mais interessa no cargo e no status de ministro do que criar uma política cultural diferenciada e atuante para o país. Quem acompanha o Ministério sabe disso.
Gil largou tudo nas mãos dos subordinados e passou a viajar fazendo shows mundo afora com às despesas pagas pelo Estado. Isso é usurpação.
Abs