domingo, 18 de maio de 2008

Em defesa de doentes!

Pois o improvável aconteceu: Uma ong norteamericana descobriu que várias entidades de defesa de doentes recebem recursos financeiros das indústrias farmacêuticas. E assinaram uma petição contra a quebra de patentes de medicamentos. Entre estas, pelo menos nove são brasileiras.

À Folha, as organizações de pacientes confirmam que recebem recursos da indústria farmacêutica, mas dizem que essa relação não atrapalha sua independência. A indústria farmacêutica, por sua vez, diz que não vê conflito de interesses entre o fato de associações serem financiadas por laboratórios e, ao mesmo tempo, apoiarem causas defendidas, como a questão das patentes.

Afinal, este povo representa quem, mesmo?

Resta saber se estas ongs brasileiras também não recebem "algum" do governo...

4 comentários:

Ricardo Rayol disse...

Viva a promiscuidade

tita coelho disse...

ai ai e deve receber mesmo Popa!
beijos

CINEMAN disse...

Não tem nada a ver com a indústria farmacêutica mas o que quer dizer Termo de Ajuste de Conduta? A conduta não era muito boa e tem que ser ajustada?

Lua Nua disse...

As ONGs que nasceram "puras", cairam num "buraco negro". Lembro de um quadro humorístico (de não sei que programa) que falava algo como: "nem a máfia sobreviveu ao Brasil".

Nada sobrevive, nem máfia, nem impostos, nem saúde, nem verdades, nem mentiras... Somos um punhado de nadas.

PoPa, minha vida anda um feliz caos... Algo como um imenso buraco negro, pronto à vida, por isso sumi, mas sou e serei sua fã.

Beijos