terça-feira, 1 de maio de 2012

Lula está certo. Não houve mensalão!

O PoPa deu-se conta, já no início do tal escândalo, que não houve um mensalão, mesmo. O nome dado por um dos integrantes do sistema, lembra mesada, dinheirinho dado mensalmente para alguém que faz algum trabalhinho. Não foi nada disso! O esquema dava grana pesada para certas pessoas e graninha básica para outras. estourou porque os que ganhavam graninha, perceberam que estavam trabalhando por migalhas, enquanto outros nadavam na bufunfa!

O tal baixo clero teve participação ativa no recebimento de migalhas e, aparentemente, não gostou disso. Pois bem, não houve um mensalão, mesmo. Houve a compra sistemática de votos pontual, por assunto, por parlamentar. Um programa de distribuição de renda não oficial, que transformou muitos ricos em milionários e outros tantos em bilionários.

O PoPa não gosta do termo mensalão, pois dá a impressão que a coisa parou por ali. Engano! O esquema multimilionário seguiu funcionando durante todo este tempo, sofisticando-se, esparramando seus tentáculos pela República e escondendo-se pelos cantos. Seguiu comprando gente como nunca, mas dividido em células que estão rompendo nossa democracia de maneira sutil. Poucos restaram, afinal. Até arautos da cidadania acabaram sucumbindo aos apelos da grana fácil. Mas, realmente sucumbiram ou já eram lobos em pele de cordeiro?

Se acontecer o julgamento do tal mensalão, a situação vai ser melhorada? O PoPa acha que não, pelo simples fato de que todos os envolvidos seguiram suas vidas tratando com o erário público, alguns diretamente, outros apenas dando conselhos e organizando as novas diretrizes do substituto do esquema.

Toda esta situação advém de uma constatação - errada, diga-se - de que o executivo precisa de algo chamado "governabilidade". Isto apenas quer dizer que, para governar, é preciso ter apoio integral no congresso. E, para isso, vale fazer qualquer tipo de acordo, incluindo a entrega de ministérios, cargos, estatais e por aí vai. É uma forma sutil do tal mensalão, colocar dinheiro público nas mãos de gente que apenas quer desviá-lo para mãos privadas. Na verdade, muito mais caro que o tal mensalão, pois para conseguir alguma coisa, é preciso deixar outros roubarem dezenas de vezes mais.

O mensalão não existiu. O que existiu, e ainda existe, é um esquema de corrupção como nuncaantesnestepaís, que tira nosso futuro, emperra nossa infraestrutura, destrói nossa juventude, não dá suporte aos nossos doentes.

7 comentários:

Anônimo disse...

Com isso Lula faz jus ao título de o pior presidente que já existiu na história desse Paiz.

joaoeron disse...

E o povo que aceita ser enrolado dessa forma, por que não toma atitude como se fez com Collor?

Carlos Eduardo da Maia disse...

João, a diferença é que Collor não tinha um partido, como o PT, atrás dele.

No mais, concordo integralmente com o relator, Popa.

Alberto/NH disse...

E o Lula ainda ganha títulos Honoris Causa! Que país é este? Pior é não ver 1 centavo de volta aos cofres públicos.

Anônimo disse...

Pedindo o apoio na divulgação

http://www.facebook.com/pages/Ana-Am%C3%A9lia-Sem-Manuela/233470770087876

Obrigado!

Pode apagar o comentário!

paulista2012 disse...

Lula está tão certo quanto 2 e 2 são cinco. Tão certo quanto o Homem não foi à Lua coissíssima nenhuma em 1969 (foi tudo truque da TV americana à soldo do governo...).

'Criança, não verás nenhum país como este' ... a partir de 1º de janeiro de 2.003, quando o Lula tomou posse do Brasil e não quer mais largar o osso!

paulista2012 disse...

A CORRUPÇÃO MATA, DIRETA E INDIRETAMENTE.
NEGLIGÊNCIA E INCOMPENTÊNCIA, IDEM.


E-mail recebido de um brasileiro indignado, cuja mãe faleceu ontem, 09/06/2012, vítima de infecção hospitalar:

De: Luciano Meneses Cardoso da Silva
Data: 9 de junho de 2012 23:44

Caros,

É com grande pesar que comunico o falecimento da minha mãe na tarde de hoje (09/06/2012). Segue link de video que fiz denunciando o descaso em relação ao manejo do lixo por parte da UTI do Hospital Português de Salvador, onde minha mãe ficou internada por 27 dias. Vejam: eles permitem que o lixo hospitalar entre na UTI, em vez dele só sair. Lamentável, principalmente pelo fato de o Hospital Português ser particular e bem conceituado.
A saúde na Bahia, mesmo em hospital particular, está decepcionante e assassina! Eu tinha o Hospital Português de Salvador em alta conta, até descobrir que eles permitem entrar lixo na UTI, infectando a tudo e a todos que precisam desse serviço.

http://www.youtube.com/watch?v=pr2W8f90tQA

Por favor, denunciem, divulguem e evitem outras mortes.
Desculpem, mas estou muito emocionado.

Abraços a todos,
Luciano