quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Ponte sobre o Guaíba



Em suas leitura matinais, o PoPa ficou sabendo que a guria presidente anunciou a construção da nova ponte sobre o Guaíba. Sim, é verdade que a ponte atual apresenta problemas sérios, principalmente porque algum governo estúpido resolveu construir um polo petroquímico rio acima, causando um movimento diário de embarcações sob a pobre velha ponte. Sim, é verdade que precisa ser feita uma nova ponte para que a travessia possa ser feita em melhores condições. Não, não é verdade que esta ponte seja uma obra que beneficie diretamente a Zona Sul e o Porto de Rio Grande, como afirma o Diário Popular de hoje. Benefício maior existiria se fosse construído um ramal ferroviário entre Porto Alegre e Pelotas, garantindo a redução do movimento de caminhões sobre a apinhada BR116 - Sul.

Na matéria do DP, o PoPa ficou sabendo que o custo está estimado em R$900 milhões, o que quer dizer - pelos padrões de obras públicas federais - que vai custar algo em torno de R$1,5 bilhão... e, antes mesmo de começar, já vai deixar muita gente rica.

Bem, voltando à terrinha, o PoPa gostou que a caixa dágua de aço, importada da Escócia em 1875, está totalmente restaurada. Mas a cor... será que era mesmo este vermelho brilhante? Pode ser, mas é muito esquisita. E, na reportagem, uma escorregadela da repórter e do revisor: "...quando o ferro está comprometido, incha e fica oco por dentro..."

E os políticos brasileiros... caramba, o PoPa acredita que a corrupção atingiu o estado da arte, superou qualquer coisa que jamais alguém possa ter imaginado. Fazer o que, então? Torcer para que o voto distrital seja uma realidade futura e que estes pulhas tenham que prestar contas ao seu próprio eleitorado.

imagem: Ilustração de Gustave Doré (inferno), para a "Divina Comédia", de Dante. Do site Art Passions seria aquele personagem um político?

3 comentários:

Vindo dos Pampas disse...

Um ramal ferroviário iria baixar a arrecadação dos escorchantes pedágios. A "cumpanhêra" quer preservar o emprego dos funcionários da concessionária.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Esta ponte vai se chamar "Ponte da Legalidade". Além disso, a Concepa - atual concessionária -- disse que faria por 650 mil desde que prorrogada a concessão. A PresidentA quer fazer por 900 mil.

Lady Baginski disse...

Ramais ferroviários no RS seriam baratos e práticos, porém a ferrovia não vi passar de "patrimônio histórico" pra esse governo.

Essa ponte vai ser uma lenda. Uma lenda de 30 ou 50 longos anos de espera, e, assim como foi a barca do guaíba (que graças a um "erro" no processo de licitação opera a cerca de R$6,00 [o dobro da passagem do ônibus d Guaíba]) vai ser somente pra nos dar prejuízo.