sábado, 26 de novembro de 2011

O mst está morto. Viva o mst...

Pois o PoPa estava lendo aquela revista feita com papel de jornal, que é escrita na quinta feira, impressa na sexta, distribuída no sábado, com data de domingo, que a maioria chama de ZH Dominical. Em uma das matérias de capa, alguém escreveu que o mst estaria tendo uma dissidência "radical"... na matéria, os escribas chegaram a conclusão que estes novos dissidentes estariam descontentes com o andar do movimento e estariam dispostos a radicalizar.

Ora, este movimento nunca teve nada a ver com produção primária, com produtores primários, com qualquer coisa que dissesse respeito aos verdadeiros homens rurais, sejam eles com terra ou sem terra. Sempre foram um grupelho disposto a dar seu nome e sua estrutura para quem estivesse disposto a pagar alguma coisa para eles. Eventualmente terra mas, quase sempre, grana para cooperativas, nem sempre com nobres destinações. Assim, vimos invasões, depredações e muitas outras ações feitas em nome deste movimento e seus tentáculos. Com a chegada do partido preferido ao governo, seus líderes passaram a ter mais espaços nas lides públicas e acabaram deixando o movimento ao largo, já que não ficava bem estar invadindo enquanto apoiavam o governo.

O que os dissidentes querem, é seguir o que sempre fizeram: baderna. E estão dizendo que vão fazer o que sempre fizeram, infiltrar-se em outros movimentos para dar suporte a greves, invasões e outras coisas, mesmo que nada tenham a ver com assentamentos, produção rural e coisas do gênero.

É simplesmente um retorno às origens! Faltou, aos jornalistas, um pouco de experiência, talvez. Um pouco de conhecimento da história, talvez. Mas o PoPa aposta que eles sabiam muito bem o que estavam escrevendo...

A emoção se foi... The Thrill is gone!

Bom final de semana! Com nosso governo acobertando ministros corruptos, a emoção se foi. Você sabe que me fez mal, bebê (minha querida...).

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Vamos invadir a Floresta!

Vendo um vídeo que rola na internet com artistas globais falando com convicção do que não tem nem idéia do que se trata, o PoPa ficou a pensar sobre este povo, principalmente uma das meninas, das quais o PoPa era um fã ardoroso.

O PoPa não é um comprador de revistas tipo Playboy. Nada a ver com moralismo ou coisas do gênero, apenas acha que tem mais sentido em gastar a suada grana em outras coisas. Mas quando saiu o ensaio feito por J.R.Duran com aquela menina que o PoPa era um apaixonado - tanto pela plasticidade quanto pela inteligência, foi correndo comprar. O ensaio foi magnífico, como somente Duran seria capaz de fazer. Fotos em P&B e um cenário fantástico. Sobre pedras, a menina mostrava seus atributos. Era uma época anterior aos silicones e o PoPa ficou um pouco - bem pouco - decepcionado com a flacidez dos seios da então jovem. Sutians tem seu mérito. Eles mantém as coisas no lugar, mesmo quando a gravidade age com força. Se ela hoje quer tirar o sutian em sinal de protesto, a ela deve ser dado este direito. No entanto, ela tem inteligência suficiente para estudar o assunto e não ser meramente repetidora de clichês preservacionistas. Pena que não o fez. Pena que o PoPa se decepcionou mais um pouquinho com ela (desta vez, na verdade, bem mais).

Idéias também precisam de sutians para manterem-se aprumadas e firmes. E este sutian - o da verdade - não admite modelos muito diferentes, embora possa ter pequenas variações.

Se o PoPa é um especialista que conhece tudo sobre Belo Monte? Nada mais falso! O PoPa não conhece o projeto em detalhes mas tem vivência suficiente para saber que o que está sendo dito é um apanhado de bobagens. Em primeiro lugar, falam dos mais de 600km² de alagamento, sem descontar a área do próprio rio! Falam no povo ribeirinho que será desalojado, sem saber qual será a condição que eles terão após o projeto. Na verdade, sem saber como eles vivem hoje! Com certeza, terão mais conforto e condições dignas de vida do que dispõem atualmente! Falam em alagar o parque Xingu, que está centenas de quilômetros dali!

O Popa não gosta do projeto em função da distância, dos custos que representará a transmissão desta energia e como isso será feito. Mas tem consciência que é um passo importante para a ocupação da floresta. Afinal, ela hoje está ocupada apenas por madeireiros, índios exploradores (sim! índios que, mancomunados com madeireiros e mineiradores, exploram a floresta) e ongs internacionais, que nem sempre são transparentes em seus atos... Isso sem contar com os traficantes, guerrilheiros dos países vizinhos e por aí vai.

A floresta precisa ser ocupada! Imediatamente!

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Delegados e professores. Profissões públicas que merecem respeito!

Pois em suas leituras matinais, o PoPa ficou sabendo que aqui na terrinha, no sul do Sul, a greve dos professores não pegou. Prova que os professores já estão ficando cansados das greves de final de ano, sem sentido e sem causa. Professores ganham pouco? Sem dúvida! Merecem mais? Sem dúvida, também. Mas fazer greve no final de um ano letivo, é dose! É não ter nenhum apego à profissão, aos que dela dependem, aos alunos, aos pais. Parabéns aos professores que não caíram nesta esparrela imbecil!

Em outra notícia, o PoPa ficou sabendo que os delegados de polícia estão inconformados pois não ganham o que acham que merecem. Bem, toda a polícia é muito mal equipada e muito mal paga. Todos sabemos. Mas também sabemos que os delegados não ganham tão mal assim... o PoPa também acha que delegados deveriam ser recrutados entre policiais de carreira, através de concursos internos, com os mesmos requisitos atuais (bacharelado em direito, condição física, etc). Como está, aparecem os concurseiros de plantão, que eventualmente não conseguiram passar em concursos de promotores e juízes. Bem, o PoPa pode estar errado, claro, mas não acha justo a movimentação para boicotar a operação verão, que dá segurança à população gaúcha que se desloca às praias para seu justo descanso. É o que eles pretendem. O pior - ou melhor - é se a operação transcorrer normalmente, sem que se note falta dos delegados...

sábado, 19 de novembro de 2011

The Who - Won't get fooled again...

Meet the new boss
Same as the old boss



The Who, com o genial Keith Moon na bateria.

Bom final de semana!

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Safados existem em todo lugar. Na política são mais perigosos.

video
Este vídeo (de fevereiro deste ano) me lembrou um pouco o que acontece no Brasil, nestes tempos complicados, onde tanta gente não joga limpo. E onde a imprensa acolhe versões que não refletem a verdade. Onde políticos apresentam seu "outro lado" apenas no grito e obtém espaço para estas defesas sem consistência. No vídeo é apenas um jogo de futebol. Na vida brasileira, é uma técnica cada vez mais utilizada pelos sem escrúpulos, sem moral, sem vergonha.

Por isso, o PoPa torce para que tenhamos o voto distrital, onde políticos prestarão contas a seus eleitores, assumindo riscos de não serem reeleitos caso tenham comportamento safado como vemos frequentemente. Se ainda não assinou a petição, vai lá! http://www.euvotodistrital.org.br

Ok, o filme é hilário mas representa o safado em plena ação. Representa a safadeza, a tentativa de enganar os outros em benefício próprio. Rimos dos dólares na cueca mas sofremos com o resultado, como nação. No vídeo, o jogador chileno Bryan Carrasco faz a bobagem e consegue cavar uma falta. Não mais que isso. Neste caso, a safadez não rendeu muito, pois o Chile perdeu a partida contra o Equador.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

O exemplo que veio da UnB

O diretório dos estudantes da UnB saiu da mão dos esquerdistas idiotas (porque tem, claro, esquerdistas inteligentes) e ficou com estudantes de verdade. Pelo visto, a USP também precisa de uma "revolução" nesta linha e existe uma única chapa que não é da linha que clama ser o PT um partido de direita... O PoPa captou a seguinte mensagem no blog do Reinaldo Azevedo e coloca aqui para os seus dez fiéis leitores:

Me chamo Rodrigo Souza Neves. Sou um dos fundadores e integrantes da chapa não-esquerdista (…) e que concorre ao DCE neste ano de 2011 com o nome “Reação”.

Faço parte do “Movimento Liberdade USP”, grupo aliado desde 2009 ao “Liberdade UnB”, vencedor das eleições do DCE da UnB.

Primeiramente, gostaria de agradecer a divulgação desse texto e a reportagem detalhada das eleições e do contexto da USP. Nesta e em outras reportagens.

Agradeço também, em nome da chapa Reação, a todos que declararam apoio à nossa causa em seus comentários. Peço que entrem em contato conosco o quanto antes para que possamos contar com seu auxílio nas eleições e impedir que novamente o DCE fique nas mãos de elementos sectários, partidarizados e de conduta semicriminosa, que compõem a grossa parte da esquerda do movimento estudantil.

Aproveito também o momento para esclarecer que a chapa Reação não possui nenhum filiado ao Partido Progressista (PP) e que tais acusações fazem parte de uma campanha de difamação promovida por integrantes do PSOL e do PSTU (e alguns elementos fisiológicos) contra estudantes reconhecidamente contrários às suas posturas autoritárias e antidemocrática.

Também esclareço que há, sim, uns poucos estudantes filiados ao PSDB (em grande parte, pela ojeriza e necessidade prática de oposição ao PT, descrita aqui como voto de nariz fechado) que fazem parte da chapa. Entretanto, estes são um setor minoritário (6 pessoas) dentre os 61 integrantes da chapa (e mais de 50 apoiadores) e assumiram o compromisso de deixar quaisquer simpatias e fidelidades partidárias para fora dos muros da universidade. Enquanto tal compromisso for respeitado, aceitaremos de bom grado o apoio dos mesmos, deixando claro que, caso haja tentativa de partidarização por parte dos mesmos, como houve na UnB, tomaremos as mesmas medidas adotadas por nossos colegas brasilienses.

Em todo caso, gostaria de ressaltar o apelo do Reinaldo Azevedo neste blog e conclamar a todos que participem e votem nesta eleição do DCE, para que possamos evitar mais um ano de greves, invasões e depredações de nossa universidade e para que tenhamos um DCE que, de fato, consulte democraticamente os estudantes e defenda os interesses dos mesmos, e não o de meia-dúzia de iluminados da extrema esquerda partidarizada.

A esquerda radical já está preparando os seus para construir o que eles querem que seja “a maior greve universitária dos últimos 10 anos”. Eles já estão organizados e já deixaram claro suas intenções nos próprios nomes de suas chapas: “Não vou me adaptar” (PSOL + PSTU) e “Fora PM” (LER-QI, MNN e outros invasores).

Cabe a nós, estudantes, manifestarmos nossa oposição e construirmos a nossa “Reação” contra esses grupos que vêem a USP como um espaço para promover seus partidos por meio da destruição da universidade.

Tendo dito isso, deixo o meu abraço a todos e os convido a fazer parte dessa onda democrática que já alcançou a UnB e que queremos que chegue também à USP.

]Rodrigo Souza Neves
Secretário Geral - Reação USP 2012

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Puxa, este capitalismo é mesmo um saco!!!

Assistam ao vídeo. É engraçado e mostra bem nossa atual sociedade. Sim, o capitalismo é responsável pelo progresso e pelo conforto atuais. Tem gente sofrendo no mundo? Aos montes, mas não é culpa do capitalismo, mas de governos corruptos e políticos safados. Sem excessão!

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

A extrema pobreza gringa ganha mais que o salário mínimo brasileiro...

Em suas leituras matinais, o PoPa ficou sabendo que um em cada 15 gringos apresentam pobreza extrema, sendo a maioria destes pobres, hispânicos. A regra é simples, quem ganha menos de US$5.570,00 anuais ou US$11.157,00 para famílias de quatro pessoas, é extremamente pobre. A notícia fala que esta situação ficou pior nos últimos anos.


Bem, vamos fazer um pouco de conta. O valor da pobreza extrema dos gringos, é superior em 35% ao salário mínimo brasileiro, considerando-se o 13º e sem descontos de inss e vale transporte. Coisa louca! Nos padrões gringos, a pobreza extrema brasileira seria muito maior do que o nosso governo pretende que seja. E olha que o custo de vida por lá é bem inferior ao nosso. Bananas são mais baratas em Nova Iorque que em Porto Alegre...

Mas o PoPa apenas lembrou-se de fazer este cálculo para confirmar o que sempre soube... os gringos são sérios nestas questões de censo e estatística. Não alteram as linhas de miséria como fizeram aqui, recentemente, para tirar gente do fundo do poço. Não aumentam o "pacote de bondades" para que se tenha a impressão que a pobreza é um pouco menor. Talvez por isso, o cara tenha ficado puto da vida com o resultado do PNUD, que colocou o Brasil ainda na cola dos países subdesenvolvidos do mundo, em 84º lugar. Ao demonstrar seu inconformismo, alegando que muito fizeram para melhorar a vida do brasileiro, não deu-se conta - ou sabe, mas fez-se de bobo - que outros países aproveitaram muito mais a boa maré que a década passada ofereceu ao mundo. Aqui, a onda de desenvolvimento que varreu o mundo inteiro, melhorou um pouco a vida da população, mas não foram feitas obras de infraestrutura, não foram feitos investimentos de longo prazo e roubou-se como nunca!

O cara voltou ao pódio. De onde nunca saiu, na verdade...

terça-feira, 1 de novembro de 2011

O Cara, seu tratamento e nossa sorte!

O velho PoPa vem acompanhando a novela que envolve o cara e sua mania de ser o melhor do mundo. Leu gente que queria ver ele tratando-se no SUS e gente defendendo o direito dele tratar-se onde bem entender. O PoPa acredita que ele tem direito de escolha e é esta a diferença entre os que acreditam na liberdade e os que acreditam na ditadura socialista.

Mas uma coisa é preciso salientar. O SUS é um sistema imperfeito, obviamente. Não está preparado para atender ao contingente de necessitados de todo o País. Não tem condições técnicas, humanas e científicas para fazer o trabalho que deveria ser feito. Isso explica as filas, a falta de medicamentos, a falta de profissionais, a falta de infraestrutura. Mas, onde estas "pequenas" coisinhas são dribladas, o sistema pode funcionar. Na Santa Casa de Rio Grande, temos um hospital que atende pacientes do SUS de todo o estado e atende bem. Em outros hospitais Brasil afora, existem condições adequadas e suficientes, embora não seja a regra.

Então, o cara tratar-se no SUS não seria um risco em si. Ele poderia, sim, tratar-se em um dos hospitais da rede, com as mesmas condições que está tendo no famoso Sirio Libanez. Claro que sendo quem é, não estaria sujeito a filas e autorizações. E não acho que devesse, como não acho que ninguém deva padecer deste problema.

Mas ele, felizmente, resolveu tratar-se no melhor hospital do continente. No mais caro, pago pelo seu plano de saúde, segundo a imprensa. Ô planinho bom!!!!

O PoPa acha que foi muito bom, pois ele poderia estar em um hospital da rede do SUS, sendo muito bem tratado, com todas as condições de cura garantidas. Felizmente não foi assim pois a exploração - que já é demais por conta deles - seria muito maior. Somos sortudos, mesmo! E precisamos pensar que estaria a ocupar uma vaga e profissionais que poderiam estar atendendo trabalhadores de verdade.

Pensem assim, meninos e meninas. O povo brasileiro saiu ganhando com isso.